A LITERATURA E A CIÊNCIA

Publicado em Atualizado em

No passado dia 13 de janeiro, na biblioteca escolar, estiveram presentes os alunos de 10º ano de Ciências e Tecnologias do nosso Agrupamento para uma sessão de articulação entre as disciplinas de Português e Física e Química A e a Biblioteca Escolar.

O tema da sessão foi a possível associação entre a literatura e a ciência a partir da abordagem do conto “A alegre tribo dos eletrões”, do livro As Aventuras do Sr. Tompkins, escrito por George Gamow, no qual se cruza o conhecimento científico a propósito da estrutura atómica e ligação química com os elementos constituintes desta tipologia textual (narrativa-conto).

Os alunos fizeram, como preparação para a atividade, a leitura prévia do texto, tendo posteriormente, na sessão mencionada, sido abordado nas vertentes respetivas às diferentes áreas de estudo, com a participação ativa dos discentes.

A este propósito (ligação entre as Artes e a Ciência), foi visionado um excerto de um debate do programa “Original é a Cultura”, no qual foi abordada esta temática.

https://sicnoticias.pt/programas/original-e-a-cultura/2020-03-21-Original-e-a-Cultura—As-duas-culturas

Palavras mágicas!

Publicado em Atualizado em

Arcaísmos? Esperemos que não!

Por nos parecer estarem a cair um pouco em desuso (daí “arcaísmos”) e se revelarem, talvez também por isso, ainda mais importantes e desejadas de escutar, recordamos quão significativas se podem revelar as tais palavrinhas mágicas que em pequenos nos ensinaram: “obrigado”, “desculpe” e “se faz favor”. Haverá outras, naturalmente. Mas estas têm um valor especial. Porque denotam educação, respeito pelos outros, humildade. E é surpreendente, sobretudo para quem trabalha com crianças e jovens, a escassez atual do seu uso. Pelo contrário, infelizmente, evidencia-se, cada vez mais, a sobranceria, a arrogância, a intolerância e o desrespeito. E é aqui que se revela importante lembrar o quanto temos todos de unir esforços para que a nossa sociedade não se torne uma “selva” desregrada, inconsequente e intolerante. Pelo bem geral! Quem for conivente com atitudes egoístas e rudes, tornar-se-á, muito provavelmente (mais cedo ou mais tarde), vítima das mesmas.

Neste contexto, resolvemos assinalar o Dia Internacional do Obrigado, que tem como data de comemoração o dia  11 de janeiro.

O objetivo do Dia Internacional do Obrigado é simplesmente agradecer a todos aqueles que fazem parte da  vida das pessoas e que as ajudam e alegram, só por existirem. Neste dia, o mote é dizer “obrigado” às pessoas das quais se gosta ou demonstrar esse mesmo obrigado por gestos.

Apesar de não ser um dia mediático (de ser desconhecido para muitos), o Dia Internacional do Obrigado foi criado através das redes sociais na Internet, acabando por se enraizar aos poucos no seio da comunidade, tendo um fim nobre e sempre necessário.

Mesmo que parecendo insignificante, esta palavra de oito letras pode fazer toda a diferença para quem a recebe, assim como deixar mais feliz quem a profere. Neste dia, diga “obrigado” a todos os que merecem ouvir essa palavra, criando um hábito que se deve manter pelo ano inteiro.

Um breve filme que ajuda a perceber a importância de pequenos gestos ou palavras.

Obrigada pela sua atenção!

Celebrar o Dia de Reis

Publicado em

Por cá e em alguns outros países

O Dia de Reis, celebrado anualmente a 6 de janeiro é uma tradição cristã e representa o dia em que Jesus Cristo, recém-nascido, recebeu a visita de magos dos Reis Magos (Belchior, Gaspar e Baltazar), que lhe ofereceram ouro, incenso e mirra.

É ainda nesta data que se encerram, para os católicos, os festejos natalícios, sendo tradição desmontar os presépios e retirar os enfeites natalícios.

Tradição de Reis em Portugal
Em Portugal o tradicional bolo-rei faz parte da celebração de Reis. Embora mais habitual em determinadas zonas do país, o bolo-rei, tradicionalmente, trazia uma fava e, a quem calhasse a fatia com a fava deveria providenciar o bolo no ano seguinte. Existe ainda a variação a este bolo, o bolo-rainha, sem as tradicionais frutas cristalizadas, e muitas outras variantes que se lhes têm juntado.
Algumas zonas do país, principalmente nos meios mais pequenos, continuam ainda com o hábito de cantar as Janeiras. Isto é, a partir do 1 de janeiro até ao dia 6, grupos de pessoas vão para a rua a cantar de porta em porta. Como agradecimento, recebem comida e bebida.

Pintar e Cantar os Reis é também uma tradição com muito anos em Alenquer.

O nome de quem cumpre este ritual é “reiseiro” e os reiseiros dividem-se em dois grupos, os que cantam e os que pintam, indo estes na frente do cortejo.

Os pintores levam consigo baldes com tinta vermelha e azul misturada com a cal e vão colocando as suas pinturas nas fachadas das casas. Pintam desde corações, símbolos de profissões e a sigla BR que simboliza “Bons Reis”, ou BF, que significa “Boas Festas”.

As pinturas efetuadas nas casas têm a ver com quem as habita, ou seja, uma casa que esteja de luto a pintura é feita em azul… Se for um casal que não tenha filhos são desenhados dois corações entrelaçados. Se tiverem um filho desenha-se um vaso com flores… Por cada filho é desenhado um coração ao lado.

O grupo dos cantores, como o próprio nome indica ocupa-se de cantar nas habitações… Sem bater às portas, ficam ali a cantar. Um elemento canta sozinho e o coro vai repetindo em seguida. No fim desejam o bom ano, pedindo que lhes seja oferecido algo.

Tradição de Reis em Itália
Em Itália, a tradição mais conhecida no Dia de Reis é a da “Befana”. Aqui, no lugar do Pai Natal, uma senhora já com alguma idade toma o seu lugar a distribuir prendas às crianças.

Tradição de Reis no Brasil
Aqui grupos de pessoas juntam-se a tocar diversos instrumentos, seguindo as ordens do Mestre de Folia, da Folia dos Reis, uma manifestação religiosa praticada pelos católicos. Esta data, comemora-se com festas onde se servem doces e comidas típicas das diversas regiões.

Tradição de Reis em França
Neste país come-se o bolo “Galette des Rois”, à base de amêndoa ou maçã. Tal como era uso em Portugal, o bolo também tem um brinde no seu interior e quem o encontrar será o rei, pelo menos por uma noite.

Tradição de Reis em Espanha
Aqui comem a “Rosca de Reyes”, semelhante ao bolo-rei. É no Dia de Reis que os espanhóis têm a tradição de trocar presentes. Em algumas cidades organiza-se o cortejo dos Reis Magos, a que chamam de “Cabalgata de Reyes”. Os Reis Magos desfilam em carros bem decorados, acompanhados de muitos cavaleiros e lançam doces à assistência. É ainda comum oferecer “carvão de azúcar” às crianças.

VOTOS para 2021

Publicado em Atualizado em

Este foi o presépio da biblioteca escolar (BE) da EBSSQ, no ano passado.

As medidas de saúde pública decorrentes da pandemia COVID19, inviabilizaram que neste ano letivo 2019-20, montássemos um presépio na BE. Recorre-se às fotografias deste, pelo que conseguimos transmitir.

Já no fim desta época natalícia e prestes a voltarmos à escola, para iniciarmos o 2º período com ânimo, esperança e empenho, ficam os votos de feliz ano novo.

Presente de Natal das Bibliotecas Escolares de Pré-escolar e 1º Ciclo

Publicado em

Este presente de Natal das Bibliotecas Escolares (Sapataria e Sobral Santo Quintino) tem que ser, por gosto e não obrigação da professora-bibliotecária, relacionado com a leitura.

Ler é tudo! Lemos nos livros, nas histórias contadas em família, nas fotografias que os mais velhos gostam de rever e partilhar com os mais novos; lemos os gestos e rostos daqueles com quem convivemos; lemos o céu, o mar, a natureza; até lemos o trânsito.

Ler é descodificar, portanto tudo se lê. E ler é aprender, sem dúvida!

Ao lermos para os mais novos, com os mais novos, cativamo-los para a leitura, no sentido global, e a reflexão sobre a vida. Assim, crescem desenvolvendo capacidades (como a de observação, interpretação, de expressão oral e escrita) e o espírito crítico. Contribuímos para a sua formação como pessoas conscientes, responsáveis.

Na última semana de aulas do 1º período letivo, visitei as turmas da EB de Sapataria. Partilhei uma história de autor ou tradicional em cada uma das turmas de 1º Ciclo e de Pré-escolar. Deixo aqui pequenas referências a esses nossos encontros.

Desta recolha de António Mota, selecionei “O sapateiro e os anões”. Refletimos sobre valores como a entre-ajuda, o trabalho, no 1º Ciclo.

E, ainda, “O cestinho de romãs”, conto tradicional que Maria Alberta Menéres partilha neste livro. No fim, os alunos fizeram guardanapos de papel “arrendados”.

Algumas turmas tiveram a oportunidade de escutar a obra de M. Christina Butler.

Que prenda foi aquela? Quem deu a prenda? Quem a recebeu? Porquê?

Na EB de Pero Negro, deixei livros para o projeto “Já sei ler!” – leitura em família, com pequenino trabalho de escrita. O convite é dirigido aos pais, para partilharem com os seus educando momentos de leitura da obra que o professor titular de turma (PTT) enviará para casa, juntamente com a ficha de leitura disponibilizada pela PB.

Até 6 de janeiro, o tradicional Dia de Reis, ainda é Natal. Outras turmas terão a atividade “A BE convida” (à leitura) com exploração de histórias relacionadas com a época natalícia.

Um Natal com LIVROS

Publicado em Atualizado em

Algumas sugestões e decorações…. Feitas e propostas pela equipa da Biblioteca.

A nossa árvore de Natal

Também preparamos e levamos uma montra de livros, itinerante, a algumas salas de aula, convidando os alunos a verem e a fazerem algumas escolhas para os acompanharem nas férias que se aproximam.

Da nossa parte, votos de Festas Felizes! Que o ano de 2021 seja bem mais tranquilo do que o de 2020.

Boas leituras!

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Publicado em

Direito ao ambiente adequado à sua saúde e bem-estar

Ontem, dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, realizou-se, uma vez mais, desta vez na biblioteca da Escola-sede deste Agrupamento de Escolas Joaquim Inácio da Cruz Sobral, o “hastear” da Bandeira Eco-Escolas.

A cerimónia começou com uma pequena apresentação da Coordenadora do projeto Eco-escolas, Dra. Maria Gabriel Pipa,  justificando a escolha da referida data para a ocasião, que se prende com a circunstância de, de acordo com a Comissão Mundial de Ambiente e Desenvolvimento, “Todos os seres humanos têm o essencial direito ao ambiente adequado à sua saúde e bem-estar”.

A coordenadora do projeto destacou o trabalho desenvolvido neste agrupamento ao longo dos 12 anos de participação da escola no mesmo, não deixando de sublinhar que ainda muito haverá a fazer, uma vez que a Educação Ambiental é um trabalho contínuo e falar sobre meio ambiente na escola é necessário. É na escola que os alunos começam a entender o funcionamento do mundo à sua volta e desenvolvem uma consciência ambiental.

De seguida o Sr. Diretor do Agrupamento, Jorge Nunes,  saudou os presentes e todos os que de alguma forma contribuem para esta tarefa, lembrando que estudar o meio ambiente é uma prática relativamente recente no campo da educação, mas de extrema importância, pois determina a importância do conhecimento para a formação de cidadãos conscientes e responsáveis. Reforçou que são as crianças que, muitas vezes, levam os mais velhos a consciencializarem-se da situação e a agir em conformidade. Aconteceu com a sua própria filha, que muito lhe chamou a atenção sobre as práticas que ia aprendendo na escola.

Desde que aderimos a este projeto, a população mundial cresceu. O aumento da população global, as constantes crises ambientais e a escassez dos recursos naturais atenta para a importância de consciencializar as pessoas sobre a importância da preservação do meio ambiente e de adquirir hábitos mais saudáveis. Nesse contexto, a educação ambiental nas escolas torna-se ainda mais fundamental como espaço educativo, colaborativo e formativo.

O Sr. Dr. Luís Soares, vice-presidente deste município reafirmou o empenho do município nesta matéria e salientou que  trabalhar a educação ambiental em ambiente escolar só faz sentindo quando associado ao contexto social e histórico, permitindo a construção de um projeto político pedagógico coerente e consistente. Nessa perspectiva, o aluno é preparado para conhecer temas relacionados com a área ambiental, com o intuito de tornar-se um cidadão consciente de suas práticas.

A equipa do Eco – Escolas agradece a presença de todos e a todos os que com ela ativamente colaboraram.

Entre Laços e Nós

Publicado em

Autorregulação de emoções

No passado dia 24 de novembro, decorreu na biblioteca da nossa escola (EBS) uma sessão proposta e dinamizada por três estruturas da nossa escola – BE, PES e SPO, que contou com a participação dos Diretores de Turma inscritos para, no âmbito das suas Direções de Turma e com a colaboração de outros colegas que queiram participar, promoverem algumas iniciativas em contexto de grupo/turma (de entre várias sugeridas ou outras no mesmo âmbito) no sentido de estimularem a autoconfiança dos alunos nas suas capacidades, de contribuírem para a coesão do grupo e possibilitarem mesmo uma melhoria de comportamentos e do aproveitamento.

Neste encontro, foram partilhadas experiências, divulgada informação e apresentadas várias sugestões de iniciativas interessantes e estimulantes.

Agradecemos às colegas a sua presença, participação e o retorno positivo que nos fizeram chegar. Acreditamos que colaborando e trabalhando com o mesmo objetivo, poderemos mais facilmente alcançá-lo.

Segredos de uma Biblioteca

Imagem Publicado em

Desafio: Segredos de uma Biblioteca

Publicado em Atualizado em

Propomos que leias a introdução que se segue, sigas a pista do QR Code (leitura com APP do telemóvel) e respondas à questão do mês.

As respostas devem ser enviadas para o email das bibliotecas (biblioteca@aejics.org) com a devida identificação do participante (nome, ano e turma). Será vencedor do mês o primeiro a responder acertadamente.

MÊS DE DEZEMBRO/JANEIRO

O Dia Nacional da Cultura Científica foi criado em 1996, em Portugal. Foi escolhido o dia 24 de novembro para a sua celebração pois foi neste dia (em 1906) que nasceu Rómulo de Carvalho, o professor de Física e Química responsável pela promoção do ensino de ciência e da cultura científica em solo nacional. Rómulo de Carvalho foi também poeta, sob o pseudónimo de António Gedeão.

O nosso Agrupamento comemorou este dia divulgando os trabalhos realizados por alunos do 7º ano e do 8º ano, na disciplina de Físico-Química, em que estes divulgaram notícias que estão agitando o Mundo da Ciência. Neste contexto responde:

Em que data foi descoberta a galáxia denominada “Disco de Wolfe”?

Boa sorte! Esperamos as tuas respostas….