Mês: Novembro 2016

II Serão de Encantar

Imagem Publicado em

serao-encantar

Anúncios

Feira do Livro Usado

Imagem Publicado em

livros

Aprender a estudar

Publicado em

O Professor Jorge Rio Cardoso ensina como fazer

Banner JRC_Melhor Sobral.jpg

Iniciativa da Biblioteca Escolar e do grupo disciplinar de Inglês, em articulação com a Associação de Pais, APEAVES.

Jorge Rio Cardoso é natural de Lisboa e doutorado em Ciências Sociais pela Universidade de Aveiro. É professor do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa e técnico superior do Banco de Portugal.
Desde 2008, com o seu inovador livro O Método Ser Bom Aluno – ‘Bora Lá?, abraçou a causa de combate ao insucesso e abandono escolar. Tem percorrido centenas de escolas portuguesas conseguindo, com sucesso assinalável, cativar muitos alunos para o desafio do conhecimento.

“Quando chegou à escola, Jorge Rio Cardoso era mau aluno. Sozinho, conseguiu superar as suas dificuldades e hoje é professor universitário, trabalha no Banco e Portugal e ensina os mais novos a atingir melhores resultados.

Para Jorge Rio Cardoso, as escolas deviam ter uma disciplina para ensinar os alunos a estudar.

“Os professores têm de ensinar as matérias curriculares e estão condicionados pelo cumprimento dos respetivos programas, pelo que não têm muita margem para poderem trabalhar com os alunos métodos de estudo. Daí notar-se que há muitos alunos que não sabem estudar”, defendeu o docente que, nos últimos anos, tem corrido o país para dar palestras nas escolas, onde ensina o seu método a alunos, professores e encarregados de educação.

Dividido em quatro fases, o método defendido por Jorge Rio Cardoso está explicado no livro “Ser bom Aluno: Bora Lá”, onde se aprende a organizar apontamentos, fazer resumos ou memorizar.

A primeira fase ensina a fazer apontamentos, a segunda ensina a fazer um mapa mental. «São apresentadas técnicas para conseguir compreender ou memorizar, como por exemplo, os alunos podem imaginar que estão a dar uma aula», explicou à Lusa Jorge Rio Cardoso.

O estudante deve depois ser capaz de relacionar as matérias e, finalmente, fazer uma auto-avaliação.

Segundo Rio Cardoso, cada aluno é um caso, mas estas são regras que podem ser seguidas por todos.

Os métodos do programa “Ser bom aluno” foram postos à prova e os resultados mostram que quem seguiu os conselhos melhorou as notas: Num total de 588 alunos, de 24 escolas do país e ilhas, registou-se uma melhoria de cerca de 30%.”

                                 http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/professor-ensina-a-estudar-e-alunos-melhoram-notas-em-30-por-cento=f754118

Dia da Filosofia

Publicado em Atualizado em

Amor pela sabedoria

O Dia Mundial da Filosofia celebra-se a 17 de novembro.

A palavra filosofia advém do grego, significando amor pela sabedoria ou amigo do saber.

Este Dia Mundial da Filosofia foi implementado pela UNESCO em 2002 e comemora-se todos os anos na terceira quinta-feira de novembro.

O objetivo do dia é enaltecer a importância da Filosofia na vida do homem e na vida em sociedade. Este poderá ser um dia dedicado à reflexão e ao questionamento.

O grupo de Filosofia assinalou a data, na escola-sede, através de uma exposição de cartazes afixados na Ala do Estudante, destacando alguns filósofos e pensamentos.

dsc02574

 

Livros para a Guiné-Bissau

Publicado em

Manuais escolares e outros livros para a Guiné

Seguirão para a Guiné-Bissau, através do padre Batalha e da Fundação João XXIII – Casa do Oeste, os manuais escolares e outros livros que enviamos ontem para a Lourinhã, com a colaboração da Autarquia, na logística do transporte. A Biblioteca Municipal também se associou a esta causa.

dsc02571

Após uma campanha de recolha, que decorreu junto da comunidade educativa, da nossa escola foram remetidas 41 caixas de livros, essencialmente com manuais escolares de várias disciplinas, que já não estão em vigor de acordo com os novos programas e metas disciplinares.

O que a uns sobra, a outros faz falta, neste planeta de contrastes que habitamos.

He’s back!

Publicado em Atualizado em

Guy Fawke

guy-fawkes2-200x300  guy-fawkes

O dia 5 de novembro é uma data importante para a história inglesa por simbolizar um episódio de luta pela liberdade. Em 1605, o soldado católico Guy Fawkes foi capturado, sendo torturado e enforcado por traição e tentativa de assassinato.

Guy Fawkes foi um soldado inglês católico que participou da Conspiração da Pólvora. O objetivo era assassinar o rei protestante, Jaime I, e todos os membros do parlamento inglês, responsáveis pela repressão aos direitos políticos dos católicos por causa de suas atividades contra a coroa.

Fawkes era o responsável por guardar os barris de pólvora que seriam utilizados para explodir o parlamento do Reino Unido. Os conspiradores, porém, não desejavam a morte de inocentes e católicos, portanto enviaram avisos para que eles mantivessem distância do parlamento no dia do ataque. Um dos avisos chegou aos ouvidos do rei, o qual ordenou uma revista no parlamento e encontrou Fawkes guardando a pólvora.

O soldado foi torturado e enforcado por traição e tentativa de assassinato. A sua captura é comemorada até hoje no dia 5 de novembro, a tradicional Noite das Fogueiras. Fawkes é visto como alguém que lutou e morreu por aquilo que acreditava e, por isso, sua máscara é utilizada até os dias atuais como símbolo de luta pela liberdade.

A máscara foi usada no filme V de Vingança.

Os alunos de Inglês do 2º ciclo  assinalaram a data, através da elaboração e exposição (Vitrinas do Saber) de muitas máscaras que representam esta figura.

 dsc02561        dsc02564

dsc02565 dsc02566

dsc02563

 

De “A BE convida-nos(vos)” a AAC

Publicado em Atualizado em

Se o “lobo” foi ameaçador, a “Alice” (nas várias representações), ora mais  ora menos simpática, afirmou-se e  não mostrou medo, defendendo-se muito bem do perigo em que “aquele mergulho” na conhecida/tradicional história “Capuchinho vermelho” a colocou.

É que a leitura às vezes pode ser desinteressante, mas outras vezes, é uma fonte de emoções.

Sem dúvida que os alunos da professora Sofia, na EB de Sapataria, assumiram bem os papéis das personagens de uma das histórias da obra de Gianni Rodari, “Alice entre as gravuras”. O que começou por ser a celebração do MIBE (mês internacional das bibliotecas escolares) continuou com a 1ª “Aula com a BE” – a PTT propôs aproveitar uma das histórias do livro apresentado pela PB para Expressão dramática, uma das áreas de estudo no Programa Curricular. Foi muito bom: o livro, a exploração/conversa que se desenrolou, a adesão dos alunos do 4ºB e da sua PTT!